Saiba um pouco mais sobre Salvador

Capital Cultural do Brasil e Capital do Carnaval, duas das denominações mais famosas de Salvador, capital da Bahia e primeira capital do Brasil. A cidade realmente pode ser relacionada à cultura e ao carnaval, os quais transformam Salvador em duas cidades distintas, porém complementares.

Fundada em 1549, a cidade, nessa época, já tinha vocação para ser um dos destinos mais pedidos pelos turistas, brasileiros e estrangeiros. Em uma área de mais ou menos 710 quilômetros quadrado, com uma população em torno de três milhões, com nove mil habitantes por quilômetro quadrado, a cidade é considerada relativamente grande.

Sua população é bem diversificada, vindo pessoas de vários lugares para fazer a vida nessa grande cidade. Muitos dos moradores de Salvador vieram de cidades pequenas próximas a metrópole, na tentativa de conseguir uma melhor qualidade de vida. Além disso, a população flutuante, composta por turistas, estudantes, entre outros, também compõe os vários tipos de pessoas que interagem na cidade.

É sabido que a grande renda da cidade é proporcionada pela grande massa de turistas que chegam todos os dias, principalmente nas altas temporadas e no carnaval. Os vários pontos turísticos, suas lindas praias, os patrimônios históricos tombados fazem de Salvador uma viagem inesquecível para qualquer pessoa. O carnaval também leva milhões pessoas todos os anos à capital baiana. Os trios elétricos que descem as ladeiras, seguidos por muitos foliões fazem o carnaval durar maravilhosos seis dias, normalmente, o que difere dos quatro dias de carnaval no resto do país.

Seu litoral tem uma grande extensão, em torno de 69 quilômetros, além de rios, bacias hidrográficas, lagos, lagoas e hidroelétricas. Entretanto, o turismo náutico não é muito aproveitado; da mesma forma, a pesca ainda não tem sido usada em seu grande potencial na região. Entretanto, isso não acontece somente nessa região do país, mas notadamente em todo o Brasil.

A cidade de Salvador tem seis rios, em que dois deles abastecem toda a cidade, que são os rios Joanes e Ipitanga. Os outros quatro rios que cortam a cidade são Camurugipe, Pedras, Cobre e Jaguaribe. Possui muitas praias, entre as mais conhecidas o Porto da Barra, Farol da Barra, Cristo, Ondina, Rio Vermelho, Amaralina, Pituba, Armação, Boca do Rio, Artistas, Corsário, Jaguaribe, Piatã, Placaford, Farol de Itapuã, Stella Maris, Flamengo, Inema, São Tomé de Paripe, Ribeira e Boa Viagem.

Sua religiosidade também é muito forte, com várias religiões coexistindo. Existem mais de 350 igrejas católicas, religião predominante no Brasil, e mais de mil terreiros de Candomblé, religião trazida pelos escravos na época da escravidão.

Para se chegar a Salvador existem três maneiras: de transporte rodoviário, viário e marítimo. Através do transporte rodoviário, um dos mais usados no país, é possível vir de qualquer parte do Brasil, o qual liga Salvador por várias vias. O aeroporto internacional Deputado Luis Eduardo Magalhães recebe voos de várias localidades do mundo, trazendo, preferencialmente, turistas. Já o transporte marítimo tem crescido no país, principalmente pelos cruzeiros transatlânticos, tendência turística atual. Vindo de vários portos brasileiros, principalmente Rio de Janeiro e Santos, navios luxuosos transportam turistas para os portos do nordeste. Entretanto, o objetivo não é chegar a Salvador, mas, sim, viajar no transatlântico, que tem muitos atrativos, como festas, entre outras coisas.